O melhor basquete da indústria mineira é da CBMM novamente

Escrito por  Jorge Eustaquio 17 Novembro 2015

Após o primeiro jogo contra a Eletrobras as 10:00 do dia 13/11/2015, onde a equipe da CBMM perdeu por 39 a 27, era difícil de imaginar o desfecho que iriamos acompanhar daquele campeonato.

Cansados com uma viagem desgastante de 12 horas, e com o nervosismo de toda estréia, a CBMM viu a Eletrobras dominar um jogo, onde o ataque funcionou muito bem, fazendo uma vitória por 39 a 27.

CBMM: Olimpio, Max, Luis Paulo, Marcio, Juliano Rioga, Alex Sander e Davi

Eletrobras Furnas: Etelvino, Francisco, Luiz Carlos, Marco André,  Marco Antonio, Roberto Pitagoras, Roger Eleone e Wagner Albano.

Já as 14:00 do mesmo dia, a equipe araxaense já iria disputar sua permanência na competição. O revés levaria a equipe de volta pra casa precocemente, só a vitória interessava, contra a adversária Cooper.

A CBMM capitaneada por Marcio Rodrigues, foi soberana durante todo o jogo e venceu seu adversário por 48 a 31.

Cooper: Natal, Michel, Luan, Felipe, Henrique e Rodrigo

Classificados para a segunda fase em segundo lugar, tiveram que enfrentar então o campeão da chave b, Usiminas que sempre foi um grande adversário da equipe nos Jogos Sesi. O jogo durante os três primeiros quartos foi bastante disputado, com as equipes sempre alternando na liderança. Já na fase final, a CBMM com gás a mais criou uma diferença no marcador de 7 pontos, levando a vitória por 36 a 27.

Usiminas: Igor, Fabio, Ivan, Guilherme, Rafael, Hernani, Douglas, Ivanilson, Tiago e Sergio.

Na grande final, novamente a CBMM enfrentaria a Eletrobras, adversário que trouxe o único revés da equipe na competição. A final foi tecnicamente muito boa e o que se viu em quadra, foram dois times parelhos, com muita raça e que se equivaliam, e a CBMM tentava manter a vantagem mínima que adquiriu durante o jogo, já no quarto período, o jogo se tornou mais psicológico e de inteligência, do que propriamente de técnica, a CBMM controlava o relógio enquanto mantinha o placar a seu favor, já nos segundo finais, um 29 a 28, e dois lances livres para a CBMM, Ovidio lançou a primeira bola pra fora, já na segunda tentativa cravou 30 a 28, para a CBMM. Precisando de uma vitória em poucos segundos a Eletrobras foi pra cima e também conseguiu dois lances livres, com apenas 2 segundos no relógio, Roger lançou o primeiro lance livre pra dentro, trazendo a diferença pra 30 a 29, já no segundo lance livre a pressão foi demais e ele acabou errando seu primeiro lance livre no jogo. Final emocionante 30 a 29.

voltar ao topo